faleconosco@oncotrata.com.br

Notícias

 Na Oncotrata, a assistência psicológica tem o objetivo de trabalhar os pacientes em sua singularidade. O acolhimento e atendimento oferecidos tem como foco a maneira como cada pessoa percebe determinado acontecimento e como aquilo está refletindo na sua vida, nas suas ações e nos seus sentimentos. A psicóloga Natalia Frizzo explica como funciona a sua função nessa etapa: ”O psicólogo tem o papel de ampliar o leque de possibilidades das pessoas que vivenciam a doença, ajudando-os a compreender melhor seu processo de vida e de adoecimento e auxilia as pessoas a decidirem por elas mesmas qual caminho seguir.”

Todo paciente que recebe um diagnóstico e inicia seu tratamento, é ofertada avaliação psicológica e continuidade de acompanhamento psíquico ambulatorial. “Independente do diagnóstico ser oncológico, gástrico ou reumatológico (especialidades atendidas na clínica), o atendimento ambulatorial oferece um suporte emocional, realizando consultas em formato de psicoterapia breve, em uma frequência combinada. Os encontros acontecem à medida que o psicólogo e/ou profissionais da equipe percebem a necessidade, ou quando o próprio paciente ou familiar solicita”, explica Natalia.

Dessa forma, os benefícios do acompanhamento psicológico no tratamento do paciente são muitos, tais como: satisfação do estado geral de saúde e qualidade de vida; melhor adesão ao tratamento; maior tolerância aos efeitos adversos da quimioterapia, radioterapia e cirurgia e máxima comunicação entre paciente, família e equipe. “Além disso, contribui para o aumento do tempo de sobrevida, uma vez que a longevidade da paciente com câncer está relacionada com a capacidade de ajustamento do indivíduo à doença”, enfatiza a psicóloga.